CPFL | 100 Anos Gerando História
Projeto Memória Viva
Home -  Nossa gente -  Geraldo Fernando Borges
acesso rápido:

Geraldo Fernando Borges

Geraldo Fernando Borges

Veja em: 256 Kbps

“A mudança foi para melhor, tornou nosso trabalho mais eficiente e dinâmico.”

Tal pai, tal filho. Geraldo Fernando Borges é filho de outro funcionário, Geraldo Borges Costa, que trabalhou por 37 anos na CPFL. Na década de 1980, Geraldo Fernando foi estudar administração de empresas em Avaré, onde, para ajudar a pagar os estudos, trabalhava como bancário. Daí veio o Plano Cruzado e Geraldo Fernando viu muitas agências bancárias fecharem. Seu pai se prontificou a falar com o gerente da Companhia Luz e Força Santa Cruz (atual CPFL Santa Cruz), que na época pertencia ao grupo Votorantim, e conseguiu um emprego para o filho na empresa.

Para Geraldo Fernando, o fato mais marcante que aconteceu na companhia foi a compra feita pela CPFL da antiga Companhia Luz e Força Santa Cruz. "Com essa aquisição, houve evolução na parte de automatização dos processos, vieram novos equipamentos e tecnologias, que até nos permitem operar à distância", diz.

Ele também conta que, com a reestruturação, todos da antiga Companhia Luz e Força Santa Cruz tiveram de se adaptar à nova cultura organizacional. "Eram culturas diferentes, e a adaptação foi lenta, porém fácil, porque a mudança foi para melhor, tornou nosso trabalho mais eficiente e dinâmico", afirma.

Você poderá ler também o briefing de Geraldo Borges Costa, pai de Geraldo Fernando..