CPFL | 100 Anos Gerando História
Projeto Memória Viva
Home -  Nossa gente -  José Antonio Sorge
acesso rápido:

José Antonio Sorge

José Antonio Sorge

Veja em: 256 Kbps

“O mérito prevaleceu sobre a política.”

José Antonio Sorge, ex-funcionário da CPFL, é muito capacitado tecnicamente e detém muito conhecimento sobre a CPFL. Atualmente, é diretor de regulação e comercialização de energia da Bertin Energia e, quando saiu da CPFL, foi contratado como vice-presidente de gestão de energia da empresa Rede Energia.

Esse administrador afirma que a CPFL era uma estatal consolidada, que estava pronta para a privatização porque se preparou para isso, principalmente para a entrada dos acionistas. Para ele, esse período foi muito rico em aprendizado. No período pós-privatização, José Antonio vivenciou dois fatos importantes para a CPFL e para o setor elétrico como um todo: a mudança do modelo de gestão energética em 1998 e o acordo geral do setor na época do racionamento.

Ele lembra também que na época de estatal não se dava a devida atenção à carreira das pessoas devido ao embate entre política e meritocracia. "Mesmo assim, consegui tocar minha carreira e crescer na empresa. Mas a privatização trouxe a meritocracia para dentro da CPFL. O mérito prevaleceu sobre a política." De acordo com Sorge, a ascensão profissional dos funcionários também ficou muito mais rápida após a privatização.